Tags:
Esportes Infraestrutura Variedades

Mobilidade: duas novas pontes previstas no Coxipó

Duas novas pontes sobre o rio Coxipó, uma ligando a avenida Beira-Rio ao bairro Coophema, e outra interligando a avenida Fernando Corrêa da Costa à avenida Archimedes Pereira Lima, foram formalmente anunciadas ontem.

Já para abrir mais uma interligação com Várzea Grande, a Agecopa e o governo do Estado anunciaram uma travessia sobre o rio Cuiabá que sairá do Jardim Atalaia pelas ruas V e I chegando ao Cristo Rei e outras regiões pela rua São Gonçalo. Essa ponte terá pista simples de mão dupla.

Há muitos anos esperadas, bem antes da escolha de Cuiabá como uma das sedes dos jogos da Copa de 2014, as pontes do rio Coxipó fazem parte da lista das intervenções de desbloqueio para o Mundial.

Essas opções de tráfego são para dar suporte aos grandes projetos, como duplicação da ponte atual e o viaduto no cruzamento da Fernando Corrêa com a Beira-Rio, orçadas em R$ 36,8 milhões, ambos de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte.

A pavimentação da rua Itaparica, no Jardim Nossa Senhora Aparecida, numa extensão de 846 metros, criando uma passagem da avenida Fernando Corrêa para a rodovia Palmiro Paes de Barros, também está assegurada como desbloqueio. Por essa via os motoristas podem chegar a bairros como Parque Cuiabá e Jardim Atalaia, ou prosseguir rumo ao município de Santo Antonio de Leverger.

Durante o anúncio, que aconteceu na sede da União Coxipoense de Associação de Moradores de Bairros (Ucam), o governador do Estado, Silval Barbosa, fez um apelo aos líderes comunitários da região para que ajudem o governo na conscientização de suas comunidades sobre os transtornos da execução desses projetos.

“Não temos como mexer com um volume desses de obras sem impactar a vida da população”, destacou. Barbosa observou que os incômodos ou maus momentos, como queiram, podem durar mais de dois anos, mas são necessários para trazer melhorias mais definitivas.

Como exemplo, ele citou a implantação do novo sistema de transporte coletivo, VLT ou BRT, que resultará na interdição do tráfego na Fernando Corrêa e outras vias.

O governador enumerou as seis obras exigidas pela FIFA para a realização de jogos em Cuiabá. São elas o novo estádio, a ampliação do aeroporto, o fan parque, três centros de treinamentos e a abertura e duplicação de algumas vias. Isso, para dizer que o Estado se organizou para fazer muito mais que a tarefa aplicada pela organização do mundial de futebol.

Nenhuma das obras anunciadas ontem tem data determinada para começar. Todas estão entrando em processo de licitação para contratar as empresas que vão executá-las.

Apesar de ser de responsabilidade do governo federal, por parte do Dnit, algumas obras em extensões de rodovias federais dentro de área urbana, como na Fernando Corrêa e na FEB, terão as desapropriações sob a responsabilidade do governo do Estado.

Fonte: Diário de Cuiabá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *