Brasil Destaque Fiscalização Justiça Justiça Segurança Social Sociedade

Por Pouco – Auxílio Reclusão tem queda significativa com novas regras

O presidente Jair Bolsonaro é contra o benefício. Medida Provisória endureceu regras. Gastos caíram de janeiro a setembro. Apenas 4,4% dos detentos recebem

O auxílio-reclusão é 1 amparo às famílias dos presos. Parte das contribuições previdenciárias que o detento fez durante sua vida laboral são retornadas para os familiares em quantias mensais

O número de beneficiários do auxílio-reclusão pago às famílias de presos caiu 20,5% de janeiro a setembro de 2019, segundo dados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). No início do ano, 46.750 pessoas recebiam o auxílio. No mês passado, 37.162. É o menor número desde setembro de 2015.

A redução do total de pessoas que recebem o pagamento promoveu economia aos cofres do INSS. O desembolso com o benefício baixou 19,7% de janeiro a setembro (de R$ 49,7 milhões para R$ 39,9 milhões). Foram destinados, em média, R$ 1.129 por mês para cada beneficiário até agora em 2019.

Matéria na íntegra com gráficos e planilhas clique AQUI

 

 

 

 

Da Redação, imagem de Sérgio Lima/Poder360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *