Jornal Correio da Semana » Blog Archives

Author Archives: Kadu Rachid

Esportes

Campeão de kitesurfe vira rei do wake no temporal do Rio: ‘Hoje é um dia clássico’

Publicado por

Reno Romeu ainda pretendia usar onda causada por ônibus, mas não se arriscou a entrar na contramão

Durante o temporal que inundou o Rio de Janeiro nos últimos dois dias, um jovem de 19 anos aproveitou as ruas alagadas e saiu de casa com uma prancha de wakeboard. Com a ajuda de amigos, Reno Romeu, especialista em kitesurfe, executou manobras em meio a carros e ônibus.

Reno tinha feito o mesmo no ano passado, em uma tarde bem menos caótica, e estava aguardando uma oportunidade melhor para repetir a dose. Quando voltou para casa, revelou sua tristeza por saber que a brincadeira só existiu porque a cidade não tem estrutura para resistir a um temporal. 

Como surgiu a ideia de fazer wakeboard no meio do temporal? 
Estou procurando outros lugares para andar. Quero escorregar em carro, em corrimão. Há vários carros com água pela metade. Hoje é um dia clássico. Sempre tive essa ideia. Quantas vezes você não se vê parado no meio de uma poça ou sem ter nada para fazer na chuva? Eu estava monitorando desde que soube que havia previsão de chuva. Dei sorte, pois amanhã embarco para a etapa francesa do Mundial de kite.

Confira galeria com mais fotos de Reno Romeu nas ruas alagadas

Você disse que hoje é um dia clássico. Há alguma “manobra” que você sonha fazer em um dia de chuva? 
Eu vi um ônibus passando e fazendo muito onda. Queria ser rebocado pelo carro e usar a onda do ônibus como se fosse uma rampa. Mas não deu para fazer, pois teríamos que entrar na contramão.

As tragédias causadas pelo temporal evidenciam a falta de estrutura da cidade que vai receber os Jogos de 2016. Além disso… Você não tem medo de pegar alguma doença, já que há lixo pelas ruas? 
Eu falo muito bem do Rio de Janeiro quando estou fora do país. Mas imagina quantas pessoas hoje não viram a cidade alagada? É uma vergonha, uma pena. Não tenho medo de ficar doente. Acho que meu sistema imunológico já está acostumado. Mas realmente tem muito lixo. Quando chove desse jeito, ninguém se dá conta que, se as pessoas jogassem menos lixo nas ruas, talvez os problemas fossem menores.

Política

VI Cuiabá Fashion vai beneficiar Santa Casa e Avogás

Publicado por

Com o slogan “A moda é ser solidário”, a Sala da Mulher da Assembleia Legislativa fez o lançamento da 6ª edição do Cuiabá Fashion, na noite desta terça-feira (6) no restaurante Mahalo, em Cuiabá. Trata-se do maior desfile de modas de Mato Grosso, que este ano será realizado no dia 5 de maio no Senar – Espaço Cenarium Rural da Famato. Desta vez, a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá e a Avogás (Associação de Voluntários Geórgio de Almeida Souza), entidade que presta assistência a crianças e adolescentes com câncer.A coordenadora da Sala da Mulher, Janete Riva, disse que nesta edição a temática do desfile será a cultura mato-grossense, com exposições de artesanato. “Vamos aliar cultura e solidariedade. No mínimo, queremos repetir o sucesso do ano passado. Para isso, é fundamental a participação dos nossos parceiros, que possuem responsabilidade social com o bem estar da nossa população”, conclamou.

Desta vez, os recursos arrecadados com a venda de ingresso serão destinados à Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá para reforma de uma enfermaria da unidade hospitalar. Há 192 anos, a Santa Casa hoje conta com 19 enfermarias, das quais sete foram reformadas, além de possuir 230 leitos. Segundo a administradora da unidade hospital, Candelária Elizabeth Ribeiro, 95% dos atendimentos são públicos. “Esse hospital é de todos nós, uma instituição secular e que precisa que a sociedade ajude. Lá, atendemos pessoas vindas de todas as partes, como de Rondônia e até mesmo da Bolívia”, informou Candelária.

Outra entidade que será beneficiada com a vendas de ingressos será a Avogas, que implementará suas ações. Trata-se de uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, com o objetivo de dar apoio assistencial às crianças e adolescentes portadoras de câncer. A presidente da instituição, Elvira Palma de Arruda Costa, disse que atualmente são 240 crianças atendidas. A sala funciona no Hospital do Câncer, mas presta assistência também às crianças e adolescentes que estejam fazendo tratamento em outro hospital. “Há 10 anos realizamos esse trabalho e, para nós, é uma grata satisfação sabermos que mais uma vez a Sala da Mulher vai poder colaborar com nosso projeto”, agradeceu Elvira.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), destacou que se trata um evento de modas de cunho social. “É a oportunidade que todos têm de ajudar, fazer uma somatória de esforços para quem precisa”, apontou o parlamentar, ratificando a importância do papel das esposas dos políticos. “Os trabalhos de nossas mulheres tem um significado relevante porque atinge o social, onde às vezes o político não consegue chegar”, completou o deputado.

A primeira-dama de Mato Grosso e secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, Roseli Barbosa, também prestigiou o evento. “A partir de agora temos que chamar as pessoas para mais este desafio. Sinto-me muito feliz pelo fato de ter resgatado a Sala da Mulher”, citou Roseli ao lembrar que já foi coordenadora da Sala, à época em que o governador Silval Barbosa era presidente da Mesa Diretora da Casa de Leis.

Os ingressos começam a ser vendidos a partir da semana e podem ser adquiridos nas lojas CapoDarte, Carla Gomes Acessórios, Lua de Mel, Diniz Prime, Chicletaria, Casa Prado, Tugore e Gio Modas. O valor é 90. O evento é patrocinado por: Verde Transportes, Universal Turismo, Construtora Gemini, Papelaria Uze, Armazém Office, Grupo Renosa Coca-Cola, Bimetal Metalúrgica, Amazônia Petróleo, Construtora Lotufo, Sicoob Central e Oi Telecom. Também conta a parceria da Famato (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso), Arquiteto Edmilson Eid, Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), Buffet Leila Maluf e Help Vida.

 

Variedades

Água da chuva alaga museu com oito mil obras na Zona Oeste do Rio

Publicado por

Acervo do museu ficou prejudicado (Foto: Museu do Pontal)

Galerias do Museu do Pontal ficaram alagadas com a chuva. (Foto: Museu do Pontal)

A água da chuva, que atinge o Rio desde a tarde de segunda-feira (6), invadiu as galerias do Museu Casa do Pontal, de arte popular do Brasil, localizado no Recreio, Zona Oeste do Rio.

A administração do museu diz que ainda não é possível avaliar as proporções dos danos causados ao acervo e às instalações do museu, mas adiantou que a situação é grave.

Desde as primeiras horas da manhã, funcionários e prestadores de serviços trabalham no museu para reparar od danos. O local conta com mais de oito mil obras. A maior parte do acervo é composta por obras raras, cujos autores já faleceram.

O Rio de Janeiro registrou nas últimas 24 horas volume de chuva recorde para um único dia, causando estragos, deslizamentos e 93 mortes em vários locais da região metropolitana desde a noite de segunda até a tarde desta terça-feira (6).